amores expresos

domingo, 9 de setembro de 2007

Dando um tempo no maravilhoso e algo sinistro barroco dessa cidade (o sinistro fica por conta de tantas lembranças de suplicios), fui ver hoje uma exposição de Andy Warhol, com uma temática ligadas a acidentes horríveis de carro, a morte e temas afins. Não importa onde você esteja, Andy tambem sempre estará la. Essa frase parece dele, mas é minha, e tive a idéia dela ao ver o anúncio da exposição do falecido artista norte-americano. Andy Warhol, um homem essencial do nosso tempo, foi o maior publicitário do mundo. Basta dizer que aqui em Praga, com todas as suas maravilhas, você avista de muitos pontos um pouco mais elevados, nos fundos de uma construção à beira do rio, em letras enormes e coloridas, a inscrição: Andy Warhol. Foi facílimo eu me orientar, e cheguei lá, no Museu Kampa, que interage de forma a tirar o fôlego com o rio. Gostei da exposição de Warhol, como sempre: das obras, das idéias contidas nas obras, e das grandes tiradas sob certas obras. Eis uma delas, ao que me lembre, sob um retrato de Marilyn Monroe (uma de suas grandes obsessões): "Eu fiquei muito excitado tendo Kennedy como presidente: ele era bonito, jovem, inteligente, mas não me senti muito incomodado quando ele morreu. O que me incomodou foi o modo como a TV e o rádio estavam programando todo mundo para sentir-se muito triste." Sergio Sant'Anna, Praga, 9 de setembro de 2007.

1 Comentários:

Blogger Lais disse...

ooohhhh, que ótimo que você viu o Andy aí...
bemmm...

já encontrou alguma idéia para o romance???


bbjjjss
e boa sorte!

Laís

10 de setembro de 2007 13:22  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial